Buscar
  • buffetvienna

Padrinhos de casamento: tudo o que você precisa saber


Casamento é um momento especial para os noivos, por isso, é normal ter por perto pessoas queridas para compartilhar esse momento. Aí que entram os padrinhos de casamento, eles são os amigos ou familiares mais chegados, escolhidos para testemunhar o amor do casal.


Mas, qual o papel dos padrinhos, como escolher, quantos casais levar? Preparamos esse texto com todas as dicas para você não errar na hora de escolher aqueles que ficarão mais próximos de você, em um dia tão singular.


Como surgiram os padrinhos?


Assim, como outras tradições, não se pode afirmar ao certo como começou a cultura de convidar pessoas próximas para participarem da cerimônia. A figura dos padrinhos não é a mesma em todos os países e muda conforme a cultura.


A versão mais conhecida nasceu na Roma Antiga, quando os noivos subiam ao altar acompanhados de pessoas que vestiam trajes semelhantes. O ritual era para evitar que os espíritos do mal reconhecessem os noivos e amaldiçoasse a relação.


Foi então, que surgiram os padrinhos. Em alguns países, a noiva chama as melhores amigas e o noivo faz o mesmo, eles entram juntos mas ficam separados no altar. No Brasil, os casais permanecem juntos durante a cerimônia.


Foi dessa lenda também que surgiu a imagens das damas de honra e pajens. Fofas “miniaturas” dos noivos que usam roupas semelhantes. Assim como na época da Roma Antiga, em que os adultos se vestiam parecidos com os noivos.


No Brasil, a tradição vem da Igreja Católica, quando, a partir de 1954 foi criado o Concílio de Trento que criou o sacramento do casamento. Antes disso, duas pessoas poderiam se considerar casadas se fizessem seus votos, sem a necessidade da presença de um representante da igreja ou de quem quer que fosse.


Com isso surgiu a necessidade de designar testemunhas para o ritual religioso, os padrinhos. Com o tempo essa figura foi mudando e ganhando importância, são pessoas escolhidas a dedo e de confiança dos noivos.


Critérios para escolher os padrinhos


Todos os noivos passam pelo mesmo dilema: quem convidar para ser padrinho e madrinha? São muitas as pessoas especiais, mas nem todas vão poder dividir o altar com os noivos.


Embora as amigas mais íntimas se animem com a notícia do casamento, nem todas poderiam ser escolhidas e é preciso entender que existe um número limitado e algumas não podem ocupar esse “cargo”.


Quantos casais de padrinhos levar?


Contudo não existe uma regra específica quanto ao número de padrinho, alguns escolhem 6 pares de cada lado, outros 8 pares. Mais que isso, vira um desastre tanto para a organização do cerimonial, quanto para ocupar espaço no altar.


Tem noivos que convidam vários casais de padrinhos na tentativa de agradar a todos. Mas saiba que essa escolha é perigosa e também cansativa. Além de não ser visualmente bonito, são muitos os casais para cumprimentar ao final da cerimônia e além das tradicionais fotos na recepção do casamento.


Casais separados


Nem sempre é possível manter os casais na hora de escolher os padrinhos. As vezes os noivos precisam separar os casais para conseguir levar todos os “candidatos” desejados.


Existem casos também de casais novos ou quando os noivos não tem muito contato com uma das partes. Imagine uma amiga de infância que começou a namorar há poucos meses? Você não precisa convidar o namorado dela para ser padrinho.


Neste caso, não vale a pena convidar alguém para ser seu padrinho, apenas por educação. Lembre-se que os padrinhos são pessoas próximas, que fazem parte da vida do casal. É totalmente permitido chamar alguém mais próximo para fazer par com a sua amiga!


Não exige regra na hora de escolher os seus padrinhos, o importante é que esse grupo de pessoas seja um escolha que faça sentido para os noivos!


Já escolheu os padrinhos e não sabe quais lembrancinhas dar na hora de fazer o convite? Acesse nosso texto Lembrancinhas de Casamento e fique por dentro das tendências.


3 visualizações
TRÊS DÉCADAS DE LINDAS HISTÓRIAS
  • Facebook
  • Instagram